Cinema e Psicanálise - A Espera

May 29, 2018

“A espera” vai ao encontro da dor num jogo de plena sensualidade.  O filme nos traz o sonho e o  luto, constituindo fases de crises para o psiquismo e com isso uma profunda comoção interior. A protagonista abdica da verdade  até o ápice da dor, tempo em que se relaciona com uma criação própria, sua alucinose.

 

Há que se ter fé: acreditar que existe uma verdade atrás de tudo o que já "sabemos" uma disposição ativa para o encontro, mesmo sem saber sobre o que vai encontrar, ou melhor, bastando saber que o encontro - se existir - vai ser com a verdade, ou com o que for possível saber da verdade. E, 'a priori', colocar-se de acordo com o ainda por surgir.

 

 

 

Please reload